Mobirise

Shallow Water (Hidro raso)

Mais segurança para quem não tem experiência aquática.
A Hidro no raso é ideal para quem precisa, gosta do exercício aquático mas "morre" de medo de tirar os pés do chão. Uma delícia de fazer e quem pratica não troca por outro.
As aulas da DP Hidrotreinamento são programadas e periodizadas o ano todo com variações de carga, tipos de materiais, intensidade e métodos de treinamento. O que é legal nessa aula que cada um trabalha no seu nível e capacidade em uma mesma aula. É muito motivante e você sente realmente os benefícios.

O que é Hidroginástica Shallow Water
(ou apenas Hidroginástica)?
É um programa de exercícios aquáticos praticados na parte rasa da piscina, com pés apoiados no chão ou em flutuação, sendo composta de movimentos rítmicos, coreografados ou não, utilizando-se o efeito da resistência e flutuação da água com ou sem auxílio de acessórios como sobrecarga de trabalho.

Objetivos da Aula
Ver as indicações para ambas as modalidades de Hidro

Quem Pode Praticar a Aula?
A hidroginástica pode ser praticada por ambos os sexos, qualquer idade, por atletas, indivíduos com alguma restrição médica (ex: cardíacos, hipertensos etc ), obesos, sedentários e até mesmo gestantes. Basta entrar na água e se soltar... é refrescante, saudável e faz muiiito bem !

Contra-indicações da aula:
Ver as indicações para ambas as modalidades de Hidro

Pessoas que tiverem hidrofobia ou que não sejam adaptadas ao meio-líquido devem, ainda assim, insistir para esta adaptação. Os alunos que não sentem seguros, mesmo no raso, e que não sabem nadar, podem usar um colete de flutuação para minimizar esta insegurança. Outro recurso interessante (mesmo que psicologicamente), são as meias ou sapatilhas anti-derrapantes, que podem ser encontradas em qualquer casa de esportes, para melhorar a aderência com o fundo da piscina.
Gasto Calórico
O Gasto calórico em uma aula de hidroginástica pode variar imensamente. Isso porque existem diversas variáveis que fazem subir ou descer o gasto calórico. O peso por exemplo é um fator a favor, pois quanto mais pesado for o corpo, maior gasto será na atividade física. Outros fatores que contribuem também são: a velocidade, amplitude e força nos exercícios. Quanto mais rápido e maiores forem os movimentos maior será a energia dispendida nos exercícios.
Segundo pesquisa desenvolvida por Turíbio Leite de Barros, em Matéria (Queimadas com água) publicada pela Veja, Edição 1799, 23 de abril de 2003, em exercícios dentro d'água se gasta uma quantidade de calorias uma vez e meia maior que na mesma modalidade feita no solo. E sugere o seguinte exemplo: Caminhada em esteira submersa - gasta 700 calorias em uma hora em média.
Portanto, o exercício pode variar de lento à vigoroso, ficando assim para calcular:
(aula vigorosa)10 x Peso do praticante(kg) x Tempo da atividade em min./50min.
(aula lenta)4 x Peso do praticante(kg) x Tempo da atividade em min./50min

OBS: Este valor pode subir de acordo com a vigorosidade da aula, ou seja, o valor 4 (mets) foi tomado como padrão para uma aula calistênica (local). Quanto maior a intensidade dos exercícios praticada pelo aluno, maiores serão os resultados alcançados, podendo chegar a 10 (mets), aproximadamente.

Frequência
A indicação para sedentários é de 2-3 vezes por semana e após 2-3 meses (de acordo com o condicionamento inicial) pode ser aumentada para 4 ou 5 vezes, embora o ideal deva ser 5 vezes por semana. Mas se o individuo já pratica outras atividades, como a caminhada, pode-se levar em conta este tempo. Exemplo: 2 hidro + 3 dias de caminhada.